Amorim de Carvalho. Janeiro de 1940.


Amorim de Carvalho e sua noiva e futura esposa Ester Rodrigues. No pátio da casa desta ultima, hoje Casa Amorim de Carvalho (Porto). Setembro de 1942.

 
Amorim de Carvalho. Março de 1953
 


Na embaixada do Brasil. Agosto de 1956. 

Da esq. para a dir. : Miguel do Rio Branco, Amorim de Carvalho, Jorge Ramos, Bastos Guerra.



No banquete de homenagem ao escritor brasileiro Érico Veríssimo, oferecido pela sociedade Portuguesa de Escritores, em março de 1959, no castelo São Jorge, em Lisboa.

Da esq. para a dir. : Manuel de Campos Pereira, Amorim de Carvalho, António Vilar.



No Círculo de Cultura de Eça de Queiroz, jantar oferecido a A. Eça de Queiroz, por acasião de ser aposentado das suas funções de Presidente da Direcção da Emissora Nacional. 1960.

No primeiro plano, o terceiro a contar da esq. : Padre Moreira das Neves ;
No segundo plano, a contar da dir. : Luís Forjaz Trigueiro, Eça Leal, António Quadros, Amorim de Carvalho.



No banquete de homenagem ao escritor João de Araújo Correia, no dia 27 de julho de 1960, no Hotel Embaixador, em Lisboa. 

Da esq. para a dir. : Arminda Lacerda Cértima, Amorim de Carvalho (pronunciando o discurso de homenagem), Natália Correia, Araújo Correia (filho), Adelaide Felix, Domingos Monteiro, Adelino Mendes, Manuel L. Rodrigues.
 


Amorim de Carvalho e sua mulher Ester Rodrigues, em Matosinhos. Setembro de 1961.
 


Recepção ao escritor brasileiro Viana Moog, na sociedade Portuguesa de Escritores, em Lisboa, no mês de julho de 1962.

Da esq. para a dir. : Viana Moog, Amorim de Carvalho, Negrão de Lima (Embaixador do Brasil em Portugal), Matilde Rosa Araújo.
 


Em casa de Fidelino de Figueiredo, no bairro de Alvalade, em Lisboa. 1963.

Da esq. para a dir. : Dulce (esposa de Fidelino de Figueiredo), Amorim de Carvalho, Fidelino de Figueiredo, Alexandre Coelho, uma neta de Fidelino de Figueiredo, a nora de Fidelino de Figueiredo.
 


I Encontro de Escritores de Angola (Sá da Bandeira, Província de Angola, 19 a 28 de janeiro de 1963). Fernanda Botelho e Amorim de Carvalho.


I Encontro de Escritores de Angola (Sá da Bandeira, Província de Angola, 19 a 28 de janeiro de 1963). Um grupo de escritores que tomaram parte no Encontro.

Da esq. para a dir.: Padre Horácio Nogueira, Hernâni Cidade, Amorim de Carvalho, Amândio César, Fernando Reis, Mário António.
 


I Encontro de Escritores de Angola (Sá da Bandeira, Província de Angola, 19 a 28 de janeiro de 1963).

Da esq. para a dir.: Maria PerpétuaCandeias, Amorim de Carvalho, JulietaFatal.
Observação manuscrita de Amorim de Carvalho, no verso da fotografia: «Perpétua fatalidade...»


I Encontro de Escritores de Angola (Sá da Bandeira, Província de Angola, 19 a 28 de janeiro de 1963). Passeio à Tundavala (Sá da Bandeira), a 20 de janeiro. Amorim de Carvalho com uma mulher mamuíla (bantu).


Fins de janeiro de 1963. Em Luanda, de regresso do I Encontro de Escritores de Angola.

Da esq. para a dir.: Hernâni Cidade, Judite Navarro, Amorim de Carvalho.


Fins de janeiro de 1963. Em Luanda, de regresso do I Encontro de Escritores de Angola. Amorim de Carvalho na Ilha.
 


Fins de janeiro de 1963. Numa praia dos arredores de Luanda.

Da esq. para a dir.: Amândio César, Onésimo da Silveira, Amorim de Carvalho (no segundo plano), Judite Navarro, Almeida Santos, Haydée Vall, Humberto Mergulhão.
 


Na praça dos retauradores, em Lisboa. Amorim de Carvalho e Else Trindade. Outubro de 1963.
 


Na praia de Palma Nova, na ilha de Maiorca, nas Baleares (Espanha).
Julho de 1964.

 


No jantar de homenagem a Natéria Freire, na Casa do Alentejo, em Lisboa, em 17 de dezembro de 1964.

No último plano, a sexta e a sétima pessoas a contar da esq. : Augusto de Castro e Natéria Freire. Na segunda fila a contar da esq.,perpendicular à mesa do último plano, segunda pessoa a contar da esq.: Amorim de Carvalho.


Na Sorbonne (Paris). Jean Cassou e Amorim de Carvalho. 1968.


Amorim de Carvalho. Fotografia tirada na “Photo Lutécia”, Paris. 1969.
 


Em Paris, na rua de Médicis (Quartier Latin). Amorim de Carvalho (à direita) e seu filho Júlio Amorim de Carvalho. 1971.


Amorim de Carvalho em Paris, nas margens do rio Sena. 1971.


Amorim de Carvalho com seu filho Júlio Amorim de Carvalho, na estação de caminhos de ferro de Austerlitz, em Paris. 1973.